Serigrafia, ou silk-screen, é uma técnica de impressão no qual a tinta é vazada através de uma tela, esticada em um quadro de madeira, alumínio ou outro material semelhante (bastidor). A própria “gravação” ocorre quando a matriz serigráfica com uma emulsão fotossensível é exposta a luz.

Embora a serigrafia era conhecida ainda no final do primeiro milénio, mas passou a ser utilizada comercialmente só no século XX quando a malha de seda tornou-se mais acessível. Pela primeira vez esta técnica foi utilizada pelos europeus para impressão de papel de parede em tecidos finos, como linho e seda.

O que é técnica serigrafia

Imagem: makezine.com

Inicialmente as telas eram feitas de seda, daí o nome “serigrafia” (“seri” (seda) e “gráfia” (escrever ou desenhar) que tem origem grega. Todavia, hoje em dia é utilizada para a impressão em tecido, papel, plástico, madeira, vidro, borracha, entre outros materiais.

Esta técnica é bastante versátil (permite a impressão em superfícies lisas e irregulares, escuras e claras com diferentes tipos de tintas ou cores) e garante um resultado resistente a impactos agressivos como condições atmosféricas ou contacto com produtos químicos.

A principal diferença entre a impressão em tela e impressão offset é a qualidade do resultado.

Técnica offset é mais indicada para execução de trabalhos onde a precisão de impressão e os pormenores são importantes, enquanto a vantagem da serigrafia é a durabilidade do produto e as cores mais vivas, inclusivamente as cores especiais. Antes de escolher umas destas técnicas é preciso ter em conta que a impressão em offset é mais rentável em quantidades grandes.

Artigo anterior: Pastas de Arquivo e Dossiers | Um contributo para a imagem da empresa